Carregando Eventos

« Todos Eventos

  • Este evento já passou.

São Paulo Companhia de Dança aposta em leveza em reencontro com o público no Teatro Alfa

novembro 21 @ 20:00 - novembro 22 @ 22:00

R$100,00

São Paulo Companhia de Dança aposta em leveza em reencontro com o público no Teatro Alfa

Espetáculos nos dias 21 e 22 de novembro terão Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho, e estreia de Respiro, de Cassi Abranches

                                    
             Cena de Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho                                                Cena de Respiro, de Cassi Abranches
                                       Foto: Fernanda Kirmayr                                                                                                Foto: Rodolfo Dias Paes (DiPa)

Após quase nove meses longe do público presencial, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD), corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, volta a sentir de perto o carinho da plateia em duas apresentações que marcam a retomada da Temporada de Dança do Teatro Alfa, na capital paulista.

O reencontro acontece nos dias 21 e 22 de novembro, às 20h (sábado) e 18h (domingo), e terá plateia limitada a 40% da lotação máxima do Teatro Alfa, que acabou de receber o selo Safeguard pelo Grupo Bureau Veritas, líder mundial em Teste, Inspeção e Certificação (TIC), por estar em acordo com os protocolos de limpeza e higiene contra a propagação da Covid-19. Quem preferir também poderá comprar ingressos para prestigiar os espetáculos de casa em duas transmissões exclusivas, ao vivo, direto do palco.

Na ocasião, o público vai ter a chance de conferir a estreia de Respiro, quarta criação de Cassi Abranches para a São Paulo Companhia de Dança. Acostumada a coreografar para grandes grupos e desenvolver duos intrincados, a ex-bailarina do Grupo Corpo se viu diante do desafio de descobrir novas possibilidades de movimento e de uso do espaço devido à necessidade de incorporar o distanciamento social do cotidiano também em cena.
O nome da nova obra já revela seu propósito: Respiro sugere um momento de suspensão de uma realidade, por vezes, asfixiante. Cassi se inspirou nas sensações de perdas e ganhos percebidas pelos bailarinos durante a pandemia, que vão desde a falta do toque ao reencontro consigo mesmo, e incorporou elementos do Tai Chi Chuan e da meditação à energia de movimentos que é própria de sua assinatura. Embalada pela trilha sonora original criada por Beto Villares com participação de Siba, a coreógrafa conduz o público por uma montanha-russa de vibrações positivas em meio à iluminação criada por Gabriel Pederneiras e figurinos desenvolvidos por Verônica Julian.
“Acho que está todo mundo precisando de um alívio. Esta obra é como um intervalo do tsunami de notícias ruins que nos atingiu. Quero oferecer 15 minutos de boas sensações e tocar as pessoas nesse sentido”, afirma a coreógrafa.

Além da estreia, outra obra também repleta de poesia e leveza será apresentada pela primeira vez pela SPCD para o público presencial: Só Tinha de Ser com Você, grande sucesso de Henrique Rodovalho, criado em 2005 para sua companhia, a Quasar Cia de Dança. Na versão assinada pelo coreógrafo goiano para a SPCD, as distâncias entre os bailarinos foram ampliadas e as relações entre eles se constroem a partir de gestos e olhares, sem contatos físicos.
A obra apresenta uma sensível e singular releitura coreográfica de músicas do álbum Elis & Tom (1974), de Elis Regina (1945-1982) e Tom Jobim (1927-1994), um clássico da música brasileira. Os figurinos são assinados por Cássio Brasil e a cenografia fica a cargo de Letycia Rossi.

“É uma enorme alegria voltar a encontrar os aplausos do nosso querido público, que esteve perto da Companhia de modo online durante estes longos meses de ausência dos palcos. Para as apresentações no Teatro Alfa, o programa foi pensado como uma resposta e um acalanto aos desafios enfrentados por todos no contexto atual. Respiro, a estreia de Cassi Abranches, reflete a vontade de afastar o turbilhão de acontecimentos atuais para apreciar a vida. E Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho – que também sobe ao palco pela primeira vez para uma plateia presencial – é conduzida pela linda trilha de Elis & Tom, com canções que aquecem o coração”, afirma a diretora artística e executiva da São Paulo Companhia de Dança, Inês Bogéa.

Serviço:
São Paulo Companhia de Dança no Teatro Alfa
Só Tinha de Ser com Você, de Henrique Rodovalho, e Respiro, de Cassi Abranches (Estreia)
Datas: 21 e 22 de novembro de 2020
Horários: Sábado, às 20h | Domingo, às 18h
Endereço: Teatro AlfaR. Bento Branco de Andrade Filho, 722 – Santo Amaro – São Paulo/SP
Capacidade física: 315 lugares
Capacidade virtual: 950 lugares
Preços para espetáculo físico: R$ 50 (meia) e R$100 (inteira)
Preço para espetáculo virtual: R$ 30 (preço único)
Vendas: Em sympla.com.br, pelo telefone (11) 5693-4000 ou em totem físico disponível na marquise do Teatro

Ficha técnica das obras:

Só Tinha de Ser com Você (2020) *
Coreografia e iluminação: Henrique Rodovalho
Música: Faixas do álbum Elis & Tom, com composições de Aloísio de Oliveira (1914-1995), Antonio Carlos Jobim (1927-1994) e Vinicius de Moraes (1913-1980)
Figurino: Cássio Brasil
Cenografia: Letycia Rossi
Assistência de Coreografia: Vivian Navega
Elenco: Ammanda Rosa, Ana Roberta Teixeira, Artemis Bastos, Geivison Moreira, Joca Antunes, Letícia Forattini, Luan Barcelos, Nielson Souza, Otávio Portela, Renata Peraso, Thamiris Prata e Yoshi Suzuki

Tinha de Ser com Você é uma sensível e singular releitura coreográfica do álbum Elis & Tom (1974), clássico da música brasileira. Este grande sucesso do coreógrafo Henrique Rodovalho foi criado originalmente em 2005 para sua companhia, a Quasar Cia de Dança, e, agora, ganha uma versão especial no corpo dos bailarinos da São Paulo Companhia de Dança.

Respiro (2020 – Estreia) *
Coreografia: Cassi Abranches
Música: Beto Villares com participação de Siba (rabeca)
Iluminação: Gabriel Pederneiras
Figurino: Verônica Julian
Assistência de Coreografia: Filipe Bruschi
Elenco: Ammanda Rosa, Ana Roberta Teixeira, Letícia Forattini, Luan Barcelos, Nielson Souza, Otávio Portela, Thamiris Prata e Yoshi Suzuki

Respiro evoca uma pausa, uma folga ou simplesmente o ato de respirar. Nesta obra, a coreógrafa se inspira nas sensações de perdas e ganhos percebidas pelos bailarinos durante a pandemia e incorpora elementos que partem da plenitude da meditação e explodem em um ápice de bem-estar para suspender o presente de uma realidade, por vezes, asfixiante. Busca proporcionar bem-estar

*A produção das obras Só Tinha de Ser com Você e Respiro tem o apoio da Lei de Incentivo à Cultura, patrocínio Itaú, Rede, Tegma Logística e CDF e realização Associação Pró-Dança/São Paulo Companhia de Dança, Governo do Estado de São Paulo – por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa – e Secretaria Especial da Cultura (Ministério do Turismo, Governo Federal)
 
SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA
Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa
Criada em janeiro de 2008, a São Paulo Companhia de Dança (SPCD) é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, doutora em Artes, bailarina, documentarista e escritora. A São Paulo é uma Companhia de repertório, ou seja, realiza montagens de excelência artística, que incluem trabalhos dos séculos XIX, XX e XXI de grandes peças clássicas e modernas a obras contemporâneas, especialmente criadas por coreógrafos nacionais e internacionais. A difusão da dança, produção e circulação de espetáculos é o núcleo principal de seu trabalho. A SPCD apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e é hoje considerada uma das mais importantes companhias de dança da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação, já foi assistida por um público superior a 762 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por cerca de 145 cidades em mais de 1.000 apresentações e acumulando mais de 30 prêmios nacionais e internacionais. Além da Difusão e Circulação de Espetáculos, a SPCD tem mais duas vertentes de ação: os Programas Educativos e de Sensibilização de Plateia e Registro e Memória da Dança.

INÊS BOGÉA – Direção Artística e Executiva | Inês Bogéa é doutora em Artes (Unicamp, 2007), bailarina, documentarista, escritora, professora no curso de especialização Arte na Educação: Teoria e Prática da Universidade de São Paulo (USP) e autora do “Por Dentro da Dança” com a São Paulo Companhia de Dança na Rádio CBN. De 1989 a 2001, foi bailarina do Grupo Corpo (Belo Horizonte). Foi crítica de dança da Folha de S. Paulo de 2001 a 2007. É autora de diversos livros infantis e organizadora de vários livros. Na área de arte-educação foi consultora da Escola de Teatro e Dança Fafi (2003-2004) e consultora do Programa Fábricas de Cultura da Secretaria de Cultura do Estado (2007-2008). É autora de mais de quarenta documentários sobre dança.

TEATRO ALFA
O Teatro Alfa completou 23 anos de operação em abril de 2020. Nesse período, fez mais de 7.400 apresentações para um público superior a 3,2 milhões de espectadores, conquistando espaço relevante na cena cultural da cidade de São Paulo. Administrado pelo Instituto Alfa de Cultura, o Teatro Alfa é um teatro privado que mantém temporadas regulares nas áreas de dança e teatro infantil, apresentando também espetáculos musicais de grande porte, música erudita e popular e teatro adulto. Recebeu o Prêmio APCA 2016 de Melhor Equipe Técnica de Dança e o Prêmio Governador do Estado de 2018, na categoria Instituição cultural.

Detalhes

Início:
novembro 21 @ 20:00
Final:
novembro 22 @ 22:00
Preço:
R$100,00

Local

Teatro Alfa
Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722
São Paulo, São Paulo 04757-000 Brasil
+ Google Map
Telefone:
+55 11 5693.4000
Website:
http://www.teatroalfa.com.br/